Dicas e Orientações

Os cuidados diários são o primeiro passo para potencializar sua recuperação das dores de coluna

O que é uma Boa Postura

Isto, nada mais é, do que manter seu corpo em alinhamento. A figura de uma boa postura é quando estamos em pé, ter as costas retas, ombros alinhados, queixo elevado, peito para fora, barriga para dentro. Se você é capaz de traçar uma linha reta da sua orelha através do seu joelho, quadril, ombro, até o meio do seu tornozelo, então, a sua postura é excelente. Manter uma boa postura, traz vários benefícios: desde ter sua coluna alinhada, evitando problemas futuros e os órgãos funcionando livremente, como também vai afetar o lado psicológico demostrando uma atitude positiva e vencedora perante a vida. Manter as curvaturas normais da coluna, faz com que as pernas sustentem melhor o corpo, a pélvis fique numa posição neutra alinhando o abdômen e o tórax, o que vai ajudar na função respiratória. A cabeça ereta diminui a pressão na musculatura cervical.

Onde estamos? Conheça nossas Unidades

A maneira correta de levantar peso é manter as costas estendidas (retas) e flexionar (dobrar) os joelhos para pegar o objeto, colocar o objeto junto ao corpo e levantá-lo, estendendo os joelhos e os quadris, impulsionando o corpo para cima.

Nunca levante o peso com os joelhos estendidos e o corpo dobrado para frente. Se o objeto for muito pesado use patamares intermediários, isto é, você pega o peso do chão, põe sobre um apoio à meia altura entre a superfície para onde você deve colocar o objeto e o chão, e daí faça um novo movimento até levantar o peso para o nível desejado. Evite levantar o peso do chão para a superfície mais alta de uma só vez. Não se acanhe em pedir ajuda se o objeto for muito pesado.

A melhor posição para dormir é de barriga para cima, com um travesseiro abaixo dos joelhos, ou de lado, com suas pernas flexionadas ligeiramente e um travesseiro como devo dormir entre as pernas, podendo até mesmo estirar a perna de cima permitindo um maior relaxamento da coluna. Dormir de bruços está errado, falando tecnicamente, quando dormimos de barriga para baixo aumentarmos a curvatura da coluna lombar e colocarmos a coluna cervical em rotação, pois viramos o rosto para respirar e com isso tencionamos o pescoço. Nosso corpo é muito inteligente e se acostuma mais rápido do que a gente com mudanças. Sendo assim agora é a hora de mudar, mantenha sua coluna saudável.

A melhor opção de colchões para se utilizar nos dias de hoje são os semiortopédicos, por não ser tão rígidos (que cause desconforto ao dormir) nem muito mole (que com o maior peso de algumas áreas do corpo afunde, desviando a coluna), a escolha deve equilibrar o gosto pessoal e a necessidade do corpo, o ideal na compra é experimentar antes de comprar. Para fazer um teste simples, deite no colchão e role sobre ele, se conseguir fazer o movimento rápido o colchão é firme e ideal, se tiver dificuldade para se mover significa que o colchão e muito mole e maleável.

Uma das consequências de dormir de mal jeito com um colchão e travesseiro inadequado são as disfunções articulares da coluna que com o tempo trazem dores e incômodos, para se prevenir destas disfunções é preciso procura um Quiropraxista.

O travesseiro não deve ser nem muito alto, nem muito baixo. O importante é que ele suporte o seu pescoço e mantenha a sua cabeça numa posição neutra apoiando e oferecendo um relaxamento para os ombros e pescoço em qualquer posição – de lado ou de barriga para cima. Braço de sofá não é travesseiro! Portanto evite deitar no sofá.

Ao subir no ônibus tenha as mãos livres, apoie-se nas laterais da porta para auxiliar ao subir. Tente ser cauteloso.
Nos assentos do metrô ou do ônibus coloque seu casaco ou blusa para apoiar a coluna lombar, isso ajuda a manter a postura e a cabeça alinhada com os ombros. Assim o pescoço não vai para frente.

Evite sentar em bancos sobre as rodas, pois o impacto é maior. Sentar nos bancos traseiros, nem pensar, um movimento mais rápido e você é arremessado para o alto, o que prejudica toda a coluna.

Quando estive em pé no ônibus e no metro, tentar alcançar a barra de ferro do alto nunca é uma boa opção, a não ser que você seja alto e seu braço não fique esticado. O melhor é segurar na barra de ferro lateral. E tente sempre manter os pés paralelos e os joelhos levemente flexionados, para balancear o peso do corpo e atenuar os efeitos dos movimentos.

Para reduzir o risco de seu filho ter dor nas costas, tente ter certeza que ele só está levanto livros e pastas que realmente irá utilizar naquele dia. Manter o peso da mochila o menor possível e carregar a mochila de uma maneira adequada pode ajudar a reduzir a incidência de problemas da coluna, tanto de forma aguda, como a longo prazo. Por isto, o peso das mochilas, principalmente das crianças que estão em plena fase de crescimento, deve ser reduzido, observe sempre o conteúdo da mochila de seus filhos e explique aos adolescentes sobre os problemas que podem ocorrer este peso não pode ultrapassar mais do que 10% do seu peso corporal.

Quando você se acostumar com um determinado peso (ou seja, sua bolsa ou mochila de costume), você pode tornar-se tolerante com a dor. Infelizmente, todos os dias que passam estarão provavelmente causando maiores danos que podem levar a dores crônicas nas costas, pescoço ou ombro. Gerando degeneração e inflamação, a lesão continuará a progredir levando a problemas ainda piores.

Um Quiropraxista pode ajudá-lo a voltar a ter um corpo saudável, mas como você vai aliviar a sua carga e evitar problemas futuros? Se você é um estudante universitário, descubra se seus livros estão disponíveis online. Isso vai aliviar a sua mochila consideravelmente. Um computador portátil leve poderia substituir a maioria dos conteúdos sua mochila.

As bolsas femininas podem ser uma das vilãs e causadoras de problemas na coluna vertebral. Algumas mulheres optam por carregar bolsas no ombro ou nas mãos, é importante verificar o conteúdo e tomar cuidado para que o peso não fique acima de 10% do peso corporal. “O ideal é levar apenas o necessário. Além de diminuir o número de coisas dentro da bolsa, uma dica seria carregar objetos em tamanhos menores, como, por exemplo, maquiagem, escova, pente e até perfume que hoje em dia é encontrado até em forma de caneta”. O ideal seria carregar uma mochila, mas para quem prefere bolsas, o jeito é alternar a forma de carregá-las.

O ideal é trocar com frequência o lado em que se leva a bolsa e fazer isso antes de se sentir o cansaço ou peso causado pela mesma, bolsas longas e ajustáveis utilizadas de forma que se cruze, distribuindo o peso pelo corpo são as mais indicadas. Alterne tamanhos e estilos de bolsas todos os dias e carregue laptops e objetos mais pesados em uma mochila, para não sobrecarregar só um lado do corpo. Com o passar do tempo, há probabilidade de a bolsa ser um fator desencadeante de uma alteração na postura, dores na região lombar, nas costas ou no pescoço.

Muitas mulheres hoje em dia se utilizam do salto alto durante um período de tempo muito longo. O uso diário do salto alto pode causar problemas sérios como: encurtamento de tendões, varizes, joanete, tendinite, sérias disfunções na região do joelho e quadril, dedos em forma de garra, calos, bolhas e dor. Devido ao calcanhar elevado, o centro de gravidade do corpo é jogado para frente. Para compensar a inclinação, tende-se a “empinar” o bumbum, jogando o tronco para trás e causando uma hiperlordose, que compromete a postura. Com a inclinação, a distribuição do peso do corpo piora e concentra na articulação do joelho.

Essa sobrecarga pode gerar dores. A panturrilha se contrai e, em meses, pode “encurtar” causando dor quando não se usa salto. Devemos evitar ao máximo o uso dos saltos, use apenas em ocasiões especiais, no dia-a-dia alterne os tamanhos e modelos (3cm, é a altura máxima de um salto inofensivo à saúde).

Para se usar saltos sem prejudicar a saúde damos algumas dicas como:

  1. Utilize diversos modelos: sempre tem aqueles modelos que doem mais ou prejudicam mais o pé, tente utilizar diversos modelos para não forçar uma lesão. Os melhores são sapatos de plataforma que dão melhor distribuição de peso na sola do pé.
  2. Usar saltos de altura diferente: variando na altura do salto podemos manter a musculatura em estágios de contração diferentes, quando usar um salto grande tente no dia seguinte utilizar um menor e no terceiro dia utilizar um salto intermediário.
  3. Procure utilizar somente na hora necessária: se para chegar a seu serviço ou ao local do evento tiver uma longa caminhada tente levar um sapato ou chinelo e utilizar o salto somente no horário necessário.
  4. Cuide do seu pé: no final do dia massageie seus pés para um relaxamento da fáscia muscular local trazendo um bem estar e diminuição da dor após longos períodos utilizando um calçado desconfortável.
  1. Faça alongamentos: para manter uma musculatura preparada utilize dos alongamentos principalmente na região posterior da perna (batata da perna), relaxando a musculatura e preparando-a para mais um dia de salto alto.

Muitas pessoas acreditam que as tarefas domésticas não são capazes de causar lesão, muito pelo contrario os serviços domésticos gastam muita energia e causam fadiga muscular. Quem nunca se sentiu exausto e dolorido após um dia de faxina em casa? Com uma postura adequada e fazendo as atividades corretamente, teríamos energia de sobra no final de um dia de faxina para sair e nos divertirmos com os amigos, as dicas para se prevenir as lesões nos serviços domésticos são:

  1. Primeiramente o ponto crucial é não deixar todas as tarefas para o mesmo dia. Devemos dividir as tarefas por dia para não deixar a bagunça se acumular, a criação de um cronograma sem duvidas ira ajudar muito em suas tarefas caseiras.
  2. Mantenha a posição ereta, o cuidado com a nossa coluna e essencial para prevenir as dores após as atividades, quando for lavar a louça ou passar a roupa, atividades onde fica muito tempo em pé, use um apoio para os pés alternadamente assim dá descanso para a musculatura e evitando a fadiga.
  3. Para tira ou colocar roupa na maquina de lavar e secar sempre mantenha a coluna ereta agache utilizando as pernas e não a região das costas, traga o peso próximo do corpo quando for levantar tentando não mudar o seu ponto de equilíbrio.
  4. Para varrer a casa procure um cabo de vassoura longo, de preferência maior que o seu tamanho, assim não e necessário agachar para varrer em locais como embaixo de móveis, procure manter o cabo da vassoura o mais próximo do corpo.
  5. Para limpar janelas altas ou encima dos moveis utilize uma cadeira ou escada, devemos nos policiar para manter os braços sempre na altura dos ombros assim prevenindo lesões, como estender roupas seria ideal trazer o varal para a altura dos ombros ou subir em um banco.
  6. Ao cozinhar procure deixar as panelas nos bicos da frente o mais próximo do corpo, evitando a inclinação do tronco o cheiro da comida virá até você, ao lavar a louça mantenha a postura ereta.
  7. Encontre um horário para descanso durante a atividade, é importante deixar a musculatura relaxar por um tempo prevenindo as fadigas e lesões que podem ocorrer.

O maior vilão dos problemas no trabalho é o computador, dificilmente se consegue ter um local de trabalho adequado quando se utiliza do computador. Ou a cadeira está muito baixa, ou a tela do computador está muito baixa e até mesmo quando o teclado e o mouse ficam longe do alcance das mãos. O computador deve ser usado com moderação e com algumas pausas para alongar o corpo e quebrar o padrão de postura do serviço.

Todos os dias, os adultos passam mais de 80 minutos em seus smartphones fazendo outras tarefas além de chamadas telefônicas, como navegar na web e de mensagens de texto. Ultrapassam os 200 bilhões, o número de mensagens de texto enviadas todos os meses apenas nos EUA. Mas não são apenas os adultos que se tornaram usuários frequentes de telefones celulares. Em 2010, o Pew Research Center mostrou que 75% dos adolescentes têm celulares e enviam uma média de 100 mensagens de texto por dia.

A tecnologia revolucionou a nossa forma de comunicar, se divertir e receber informações. Mas a forte presença da tecnologia em nossas vidas pode negativamente afetar nossa saúde. Uma pesquisa recente da British Chiropractic Association mostra que muitas pessoas carregam dispositivos múltiplos ao mesmo tempo, como laptops, tablets e câmeras.

Quase um quarto dos adultos pesquisados sofria de dores nas costas, por carregarem demasiadamente aparelhos tecnológicos ao mesmo tempo. Muitas vezes, quando as pessoas escrevem mensagens de texto, tem que curvar-se ou curvar os ombros para ver a tela ou usar os polegares e dedos extensivamente para digitar o texto. Essas atividades podem levar a dores nos ombros, pescoço, costas e dedos.

Se você é um usuário frequente de tecnologia, você pode tomar medidas para evitar o desenvolvimento desses problemas. Experimente levantar a tela do telefone celular para o nível dos olhos, esticar os dedos periodicamente, evitar escrever e-mails longos no telefone, e faça pausas frequentes. Além disso, quando você está saindo, tente apenas trazer os aparelhos eletrônicos que você precisa para o dia a dia, evitando sobrecarregar as costas e os ombros com cargas pesadas.

Os Tablet e iPads estão subindo em popularidade. É projetado que, até 2015, mais de 80 milhões de americanos irão utilizar estes dispositivos regularmente. Enquanto esses equipamentos proporcionar uma maior comodidade para a computação móvel, os dispositivos estão colocando pressão excessiva sobre os nossos pescoços e costas de acordo com um novo estudo da Harvard School of Public Health. O uso frequente todos os dias pode mesmo levar a dor crônica ou condições músculo-esqueléticas prejudiciais. Os pesquisadores no estudo avaliaram a postura de 15 usuários assíduos de tablet utilizando o equipamento em diferentes lugares.

Eles descobriram que, a fim de visualizar as telas, os usuários inclinavam seus pescoços e cabeças em ângulos que podem causar esforço e sobrecarga muscular excessiva. Acontece que as telas de toque, ao mesmo tempo de maximizar a portabilidade, forçam as pessoas a flexionarem seus pescoços em ângulos maiores do que os observados em computadores desktop normais.

A pior postura para o usuário de tablet é quando ele segura o dispositivo em seu colo, uma vez que obriga a flexionar o pescoço de forma significativa. Em vez disso, pesquisadores recomendaram aos usuários de tablet eleva seus dispositivos para que seus pescoços fiquem em uma posição mais neutra. É importante que o usuário também tente apoiar o tablet sobre um suporte em uma mesa e conecte um teclado separado para o dispositivo durante a digitação para evitar futuras dores.

Seu quiropraxista pode ajudar a prevenir e tratar a dor relacionada ao uso frequente da tecnologia. A Quiropraxia é um método comprovado de tratamento de costas, ombros e pescoço. Fale com o seu quiroprático sobre maneiras que você pode desfrutar dos benefícios da tecnologia, sem os efeitos nocivos para a saúde.